Entenda o conceito de sala de aula invertida e conheça seus benefícios 

Você já ouviu falar de sala de aula invertida? Entender este modelo inovador de metodologia ativa de ensino pode revolucionar o processo de aprendizagem. Esta metodologia também conhecida como flipped classroom surgiu como uma possibilidade de trabalhar o ensino com uma nova estrutura.

Este conceito é bastante diferente do modelo tradicional que conhecemos. Em uma sala de aula comum a aula é expositiva, o professor apresenta uma determinada matéria e depois disso o aluno sozinho trabalha em cima do conteúdo, com tarefas para casa ou avaliações, certo?

Na sala de aula invertida a intenção é outra. Na verdade, ela é justamente o contrário do que é proposto no modelo de sala de aula que mais conhecemos. Os alunos entendem os conceitos que são aprendidos antes da aula e depois discutem com os demais colegas o que aprenderam para tirar dúvidas e ter o auxílio do conteúdo com professor.

A ideia é relativamente nova e surgiu nos Estados Unidos, especificamente em Ohio durante uma aula de microeconomia em 1996 da Miami University. A iniciativa partiu dos professores Maureen J. Lage, Glenn J. Platt e Michael Treglia.

Depois de uma observação os docentes repararam que alguns alunos não de adaptavam ao modelo tradicional e propuseram materiais para serem estudados antes do conteúdo ser apresentado em sala de aula.

Os materiais oferecidos na época foram livros, vídeos, apresentações em PowerPoint com áudio, diferentes plataformas, e para comprovar se os alunos realmente estavam fazendo essa imersão antes das aulas, as vezes eram aplicados exercícios para avaliação.

Com essa imersão prévia aos encontros, que antes eram usados para apresentação do conteúdo, passaram a ser um momento para atividades criativas que incentivassem os alunos a colocar em prática os conteúdos estudados, por meio de debates e resoluções em grupo.

A experiência que esses professores fizeram foi comparada com outra disciplina de mesmo conteúdo só que apresentada no formato tradicional, e na comparação a conclusão foi que tanto aluno, quanto professores participaram e sentiram-se mais motivados no modelo de sala de aula invertida.

O conceito apesar de bastante inovador e comprovadamente eficaz ficou um pouco adormecido, mas a partir de 2010 após uma série de artigos publicados nos jornais The New York Times e no Chronicle of Higher Education a já conhecida por lá flipped classroom voltou à tona com uma versão que agora atrelava também o uso das tecnologias como aliada.

Benefícios da sala de aula invertida

Toda a história do surgimento do conceito e a comprovação da sua eficácia já mostra o enorme benefício que este modelo pode trazer para o processo de aprendizagem, mas vamos a mais alguns motivos do porquê investir na sala de aula invertida pode ser tão positivo.

  1. Flexibilidade no ensino – No modelo tradicional as atividades consideram o coletivo e não o individual. As aulas são mais expositivas e precisam cumprir o conteúdo programático que será cobrado para uma avaliação. Já na sala de aula invertida o conteúdo é entregue de diversas maneiras, por meio de diferentes recursos, trazendo mais flexibilidade ao aluno e professor. O conteúdo e o ensino são construídos nos debates, nas impressões, questionamentos de cada aluno, tornando a aula mais dinâmica e trazendo o ritmo de cada um para sala de aula.
  2. Aprendizagem personalizada – Falando em ritmo de cada um, este é outro benefício muito positivo da sala de aula invertida: o respeito a individualidade. Cada um aprende em um ritmo e de uma forma. E a maneira com que cada aluno vai trazer o conteúdo que aprendeu para o debate em sala, mostra questões inclusive comportamentais de cada um, possibilitando ao professor traçar um melhor caminho para o ensino individual, adequando as necessidades individuais.
  3. Melhora o desempenho – Se eu possibilito ao aluno trabalhar com abordagem que ele mais se identifica, e ao professor entender como lidar com as peculiaridades de cada um, consequentemente o desempenho melhora. O aluno consegue guardar e sentir mais motivado o que aprende, além de mais confortável em encontrar seu caminho para os estudos, o mesmo acontece para o professor que sabe a melhor maneira de lidar.
  4. Figura do professor é valorizada – Ao contrário do que se pode pensar o professor é peça fundamental deste processo. O papel dele se transforma de não só aquele que passa o conteúdo, mas o de mediador, e pedagogicamente falando o universo do ensino é ampliado, afinal, ele precisa entender as habilidades e limitações de cada aluno para manter um ensino de qualidade. Além disso, a sala de aula invertida promove muito a relação interpessoal, e o professor neste momento tem uma figura muito importante em como tornar este ambiente atrativo e acolhedor à todos para alcançar melhores resultados.

Alguns estudos mostram que este processo de aprendizagem proposto pela sala de aula invertida é bastante popular entre os alunos e professores e que seus resultados são efetivos.

Fato é que este novo modelo de ensino é algo que precisa ser realidade e debatido cada dia mais entre os professores, o cenário atual trouxe a necessidade de mudanças para ontem e o ensino precisa caminhar junto a isso.

O que você pensa deste modelo de sala de aula invertida?